Jogador Profissional de Futebol

5939b2_46dae1dc06a84317bc53634b9c28cb67

No final dessa matéria, vamos disponibilizar uma entrevista via-E-mail com um Jogador ou ex-Jogador ligado ao Futebol Profissional. Estamos aguardando a confirmação do convite.

MURAL TRIVELINHA – Preencha o formulário para divulgar o seu portfólio + vídeo mostrando as suas habilidades futebolísticas! Clique AQUI!

Solta a vinheta que o assunto é de primeira!

Anunie AQUI!
No Trivela a sua marca aparece na Rede!

Um dos grandes sonhos de alguns jovens brasileiros é, sem dúvida, tornar-se um jogador de futebol. A possibilidade de ganhos exorbitantes de dinheiro unida ao prazer de praticar o esporte predileto são alguns dos fatores responsáveis por este sonho no país do futebol.

Porém, essa é uma realidade para poucos. Apenas aqueles que possuem grande habilidade, dedicam-se e seguem os passos corretos conseguem chegar à elite, sendo necessário muito empenho e dedicação.

O primeiro e essencial passo é treinar sempre. Só com muito treino é que você conseguirá melhorar suas habilidades, aperfeiçoar seus pontos fracos e melhorar o condicionamento físico. Mas, caso você seja estudante, é importante saber equilibrar os treinos e os estudos, pois a sua formação pessoal, também depende de uma boa educação.

Procure definir qual a posição em campo de sua preferência e a que mais te possibilita crescer de acordo com suas habilidades. Treinar durante muito tempo em uma posição inadequada pode acarretar em perda de tempo e consequente desmotivação e baixo rendimento. Procure identificar os seus pontos fortes e fracos, e, entre em uma escolinha de Futebol da sua Cidade ou região, para contar com o apoio de profissionais da área.

Para ser um jogador de futebol é preciso muita dedicação e isso significa ter de abrir mão de alguns desejos e certos momentos: ir a festas, confraternizações, bebidas alcoólicas, entre outros.

É muito importante manter sempre a humildade. Por melhor que você seja, não é nada bom querer se mostrar e se dizer melhor que os outros. Esse, geralmente, é um dos maiores erros cometidos pelos jovens que desejam ser jogadores de futebol.

O futebol vai além da habilidade e da força física. É preciso ter inteligência e saber qual a melhor jogada a ser feita em cada momento. Uma dica interessante é fazer cursos de idiomas.. Grande parte dos jogadores de futebol vão para outros países, saber um segundo ou até um terceiro idioma ajuda neste momento!

Manter a cabeça no lugar é fundamental. Isso significa entender que em um jogo há momentos de vitória e de derrota, altos e baixos e que isso é algo natural. É preciso saber conviver com esses momentos e não se desestabilizar.

Atualmente o futebol exige demais do preparo físico dos jogadores, por isso é importante se preparar desde cedo e cuidar da alimentação para que o fôlego não seja uma preocupação. Outra necessidade é dormir bem, jogadores de futebol precisam estar descansados e com disposição para o treinamento do dia seguinte.

Quando se sentir preparado e já habituado à rotina do futebol, é o momento de participar das chamadas “peneiras”. As ”peneiras” são testes em que os melhores atletas são selecionados para treinarem em grandes clubes e terem a possibilidade de integrar um time profissional.

Para ser selecionado em uma peneira é preciso se destacar, independente da posição em que joga. O destaque pode vir com belos gols, visão de jogo, boa velocidade, capacidade de liderança, força física, entre outros.

Requer investimentos financeiros, sim. Conseguir um bom “padrinho”, para custear o início dessa jornada é fundamental. Hospedagens, passagens, alimentação e etc. É nesse ponto, que alguns coiotes, oportunistas, agentes mal intencionados, oferecem essa tal ajuda de custo e mais alguns presentes, em troca dos direitos econômicos de um jogador com potencial. Levam a criança ou adolescente, para ser “fatiado” no mercado, em seus direitos econômicos. Cuidado redobrado!

Por fim, tenha paciência. Provavelmente você não será selecionado na primeira “peneira” que participar. É preciso ser persistente e a cada vez que não for aprovado, treinar e se preparar ainda mais.

Existem vários sites e canais que agenciam ou promovem peneiras. Fica o alerta para que você (junto com o seu responsável legal, Pai, Mãe…), pesquisem a idoneidade dessas empresas, antes de assinar qualquer contrato.

Fonte: Guia da Carreira

Aqui, vamos deixar alguns sites relacionados:

Não basta saber fazer umas embaixadas e uns dribles parecidos com os do Ronaldinho. Para ser um craque profissional no Brasil é preciso vencer uma peneira de altíssimo nível. Para você que não se assusta com a concorrência e confia no seu talento, fizemos um roteiro para o início da carreira de jogador

Meus amigos dizem que eu sou bom de bola, como entro em um clube?

Não adianta se iludir: no país do futebol, mesmo se você é bom com a bola nos pés, não é nada fácil entrar em um grande clube. De cada mil garotos testados, em média, o clube aproveita um.

Escolinha

Escolas de futebol associadas a grandes clubes, aliás, têm sido um dos principais trampolins para meninos bons de bola. Hoje, a maioria dos clubes mantém contato permanente com algumas escolinhas e, de tempos em tempos, envia representantes para testar garotos que se destacam em cada uma delas. São Paulo, Corinthians, Flamengo e até o São Caetano emprestam suas marcas para escolinhas.

Olheiros

Todos os grandes clubes contam com olheiros, que podem ser profissionais contratados pelo clube, os próprios treinadores das divisões de base ou pessoas de confiança (ex-jogadores, por exemplo). O Cruzeiro é dos clubes que contam com olheiros permanentes, que vivem rodando pelo país em busca de torneios com garotos de 13 a 16 anos.

Peneira

Além de contar com essa rede de “espiões”, os cruzeirenses atiram em outras direções para não perder nenhum menino talentoso: estão conveniados com cerca de 200 escolinhas e realizam peneiras abertas até quatro vezes por semana. Centenas de garotos comparecem a essas peneiras e, em poucos minutos, precisam mostrar que são bons o suficiente para tirar alguém do clube, afinal as divisões de base funcionam como o “time de cima”: para que novos jogadores entrem no time, outros têm que sair.

Enfim, o teste

Seja indicado por um olheiro, pelos treinadores de uma escolinha ou tentando a sorte em uma peneira, de uma coisa você não escapará: terá que mostrar o seu potencial sob pressão. Embora alguns testes contem com exercícios para o jogador mostrar sua habilidade, em geral o que os avaliadores querem mesmo é te testar em uma situação real de jogo.

Portanto, você entrará em um time de desconhecidos, que, assim como você, estão brigando pela vaga, e, apesar do ambiente desconfortável, essa é sua chance de mostrar tudo que sabe. Tente ficar tranquilo e nem pense em prender demais a bola para mostrar que é craque – a capacidade de jogar em equipe é uma das características mais desejadas pelos treinadores.

Se não for aprovado, treine mais e tente de novo. É sempre bom lembrar o exemplo do lateral Cafu, que foi reprovado em 12 peneiras (quatro no São Paulo) e só conseguiu um lugar ao sol quando um olheiro do próprio São Paulo o viu jogando pelo Itaquaquecetubense, um timinho do interior de São Paulo, e o convidou para um teste.

Como posso aprimorar minha técnica?

Mesmo se você já tiver conseguido entrar em um clube, não pense que você é um jogador completo e, mais do que isso, não pense que seu lugar no clube está garantido. A competição nas divisões de base de um grande clube é até maior do que no time principal. Para ficar no clube esses garotos precisam derrubar alguém, que pode ser você. Portanto, não alivie nos treinos: sempre é possível aprimorar qualidades e corrigir defeitos (ou você pensa que o Ronaldinho Gaúcho nasceu sabendo bater falta, dar “elástico” e chutar com as duas pernas?).

Contudo, é preciso tomar cuidado com o tipo de treinamento. Treinamento físico específico, para fazer a musculatura bombar, só a partir dos 17 ou 18 anos. Até essa idade, treine bastante com bola, desenvolvendo os fundamentos do futebol: passe, chute, cabeceio e drible.

Um bom exercício para suprir uma carência comum no futebol é se forçar a chutar com a perna ruim (a esquerda, se você é destro). Comece tabelando com a parede e depois arrisque alguns passes de pé “trocado” em campo. Chutar com as duas pernas amplia suas opções no jogo e, por isso, é uma das habilidades mais valorizadas nos testes.

Não sei se sou melhor na zaga ou no ataque. Como defino minha posição?

Muitas vezes quem define a posição do garoto é seu pai, achando que está fazendo o melhor para ele. É comum um menino começar jogando na posição errada porque o pai o obriga. Nesse caso, o fracasso vai se encarregar de mostrar que o pai está enganado. A experiência dos professores de escolinhas conta bastante nessa hora: pelo jeito com que um menino bate na bola e a forma como corre, eles já sabem indicar qual é a sua vocação. Na verdade, já existe um padrão na cabeça dos avaliadores. Veja em qual estilo você se encaixa:

Goleiro:

Alto e ágil. Claro que não precisa ter 1,80 m com 14 anos (não é basquete!), mas é obrigatório que o garoto seja maior do que a maioria dos seus colegas.

Zagueiro:

Alto, corpulento, boa impulsão e cabeceio. Não precisa ser o maior craque com a bola no pé, mas precisa ter corpo para ganhar uma dividida e altura suficiente para se sobressair nas bolas altas.

Lateral:

Bom preparo físico e habilidade nos passes e lançamentos. A estatura não é tão importante para um lateral. O principal são os pulmões e a qualidade do passe.

Volante:

Corpo avantajado e boa capacidade de marcação. Altura não é essencial, mas não dá para ser magrelo: o volante não pode se dar mal nas divididas.

Armador:

Bom preparo físico, passe preciso e boa visão do jogo. O cérebro do time não precisa ter um corpo muito avantajado, embora hoje os clubes já não se animem tanto com garotos habilidosos, mas raquíticos – no futebol moderno, armadores também precisam marcar.

Atacante:

Rápido, boa finalização e, de preferência, alto. Até recentemente, altura não era um pré-requisito para atacantes, mas isso mudou.

Já estou jogando em um clube e um empresário me ofereceu um contrato. Que cuidados devo tomar?

Para início de conversa, um atleta só pode assinar contratos que definam vínculo com um clube, com uma pessoa ou uma marca a partir dos 16 anos. Todos os contratos firmados antes dos 16 anos, mesmo com a autorização dos pais, podem ser anulados. Apesar disso, muitos aproveitadores tentam tirar vantagem de craques mirins apresentando-se como empresários, com propostas tentadoras envolvendo adiantamentos em dinheiro ou em artigos esportivos. Fuja dessa roubada! Antes de se profissionalizar, contente-se com a ajuda de custo oferecida pelo clube e pense apenas nos treinos – se você fizer tudo direitinho, a grana virá naturalmente.

Se o clube te oferecer um contrato de profissionalização, aí sim vale a pena procurar um empresário, que pode negociar valores e condições melhores para você. Esse empresário (ou agente) pode ser uma pessoa de confiança com vocação para os negócios ou, se você não conhecer ninguém com esse perfil, um agente credenciado pela Fifa – no Brasil, eles só são credenciados se forem aprovados em testes na CBF.

Além do agente, é sempre bom contar com um auxílio jurídico. Muitos agentes são advogados, mas também dá para pedir a orientação dos sindicatos de atletas. O de São Paulo, por exemplo, oferece orientação gratuita – basta levar o contrato que eles analisam.

Fonte: Super Interessante

10 Dicas do FP para você se destacar nas peneiras!!!

1- FUTEBOL É UM ESPORTE COLETIVO:

A primeira dica sempre é essa. Não adianta você querer chegar na peneira e achar que vai driblar todo mundo, fazer o gol e ser selecionado. Isso não prova sua aptidão para modalidade, que é coletiva, complexa, composta por inúmeros elementos além do drible e da finalização. Ou seja, acalme-se e jogue o jogo, faça-o com naturalidade e não seja fominha achando que está agradando. Acompanhe as outras dicas para saber melhor o que fazer.

2- CAPRICHO NA TÉCNICA DO JOGO:

É fundamental que o candidato demonstre domínio sobre os gestos técnicos do futebol. Ou seja, no momento em que participar dos treinamentos/testes deve-se realizar com plenitude e preservar as características ideais, um bom passe, cabeceio, drible, domínio, chute a gol, cruzamentos e etc.

3- VARIABILIDADE SEMPRE!:

Além de apresentar um bom repertório de gestos técnicos (item 2), o futuro atleta deve tentar fazer uma ampla variação de cada um deles. Por exemplo, realizar passes com todas as partes dos pés (chapa, peito, trivela, calcanhar), chutes das mais variadas formas (peito, chapa, bico, TRIVELA e etc).

4- VOCÊ CONHECE O FUTEBOL? TÁTICAS DE JOGO?

É importante que o candidato conheça os sistemas de jogo (ex: 4-4-2,3-5-2, 4-3-3, 4-3-2-1..), a função de cada posição e como as posições se relacionam entre si. Isso facilita na hora de receber instruções dos avaliadores e causa uma boa impressão a eles.

5- ESTÁ PERDIDO EM CAMPO? POSICIONAMENTO E JOGO SEM BOLA:

Um dos itens mais decisivos é o posicionamento do atleta em campo, isso porque é um dos elementos do jogo mais complexos além de ser relativamente difícil de ensinar posteriormente. Isso inclui noções de cobertura, trocas, antecipações, interceptações, recomposições e posicionamento defensivo para os defensores (laterais, zagueiros e volantes) e trocas, ultrapassagens, projeções, posicionamento ofensivo para os atacantes (volantes, meias, laterais, atacantes). Você não pode passar ao avaliador a ideia de que está perdido em campo.

6- COMPORTAMENTO DENTRO DE CAMPO:

Certamente palavras como respeito, comando, diálogo, pró-atividade e liderança estão compondo a lista de exigências das pranchetas de avaliação. Nesse ponto, não adianta você sair das suas características de maneira forçada. Por exemplo, se você joga calado e quer dar ordens para os colegas (para tentar mostrar algo que você não é!), provavelmente irá te prejudicar.

7- PERNAS PARA QUE TE QUERO:

As valências físicas estão sempre sendo avaliadas pelos profissionais dos clubes. Nenhum deles quer um jogador fora de peso ou que não consegue manter-se bem durante a partida toda. Para isso, deixe em ordem o condicionamento físico, aprimore-se nos treinamentos e destaque-se nas disputas de força, velocidade, aceleração, trocas de direção e etc.

8- EXTRA CAMPO:

Atualmente os maiores clubes estão promovendo avaliações multidisciplinares com outras áreas da saúde, como serviço social (através das assistentes sociais) e psicologia. É fundamental que o candidato tenha a”casa em ordem” para poder jogar somente futebol e minimizar os problemas extra-campo.

9- A INFLUÊNCIA DOS PAIS:

Da parte dos filhos cabe sempre ouvir conselhos, solicitar apoio e manter uma relação próspera e amigável. É muito comum os pais exercerem um efeito negativo sobre o futuro atleta, depositando nele uma alta carga de estresse e cobrança que pode culminar na desistência (burn out) da modalidade. Para isso, o futebol peneira desenvolverá um post com dicas exclusivas para eles, para que entendam como ajudar os filhos e compreendam melhor o momento em que esses jovens estão passando.

10- NUNCA DEIXE DE ESTUDAR!:

O futebol deve ser encarado como uma possibilidade de sucesso e não como um caminho garantido. Atualmente, é uma grande minoria que consegue prosperar como jogador profissional, o que torna indispensável o estudo e o planejamento de um plano B caso essa carreira não de certo. Pessoal, lembrem-se sempre que estudar nunca faz mal e pode ser um grande diferencial no futuro de cada um de vocês.

5 dicas para você se preparar para as peneiras!

1- ATENÇÃO ÀS PENEIRAS “RELÂMPAGO”:

Não é incomum, alguns clubes divulgarem as suas peneiras nas redes sociais em cima da hora do teste (no dia anterior por exemplo), o que dificulta muito a participação do atleta que não está preparado (seja a documentação ou a preparação específica para o teste).

2- DEIXE A DOCUMENTAÇÃO PRONTA:

Os clubes têm exigido atestado médico (em geral com eletrocardiograma laudado) para a participação nas peneiras. Esse exame é fundamental para a nossa segurança, uma vez que nesse momento pode ser feito o diagnostico de alguma doença no coração, o que permite evitar casos graves de agravamento a saúde, incluindo morte súbita (vocês se lembram do jogador Serginho?). Por outro lado sabemos que não é fácil obter um exame médico do dia para noite, dessa forma, acreditamos que a melhor forma de resolver isso é já realizar a sua avaliação médica antes mesmo da abertura de algum teste.

3- DIVULGAÇÃO DAS PENEIRAS:

Contamos com o RSS do Futebol de Peneiras na nossa página.

4- NÃO CAIAM EM ARMADILHAS!

Diversos clubes tiveram que lançar mão das suas redes sociais para divulgar nota alertando os atletas sobre os seus processos seletivos. Existem inúmeros oportunistas que se aproveitam da fragilidade de um jovem com sonho de se tornar jogador de futebol para conseguir dinheiro. Não acredite em quem te promete caminho fácil, isso não existe! Cheque as fontes das peneiras que vocês participam, entrem em contato com os clubes para verificar se são reais, ok?

5- PREPARAÇÃO!

Não se esqueça de que estar bem PREPERADO te permite resolver os problemas dentro do jogo de forma mais precisa, equilibrada e chamativa (Os avaliadores adoram isso!). Deixe tudo pronto para sua próxima peneira, estejam com o físico em dia, saibam suas principais virtudes e defeitos e mantenham o mental tranquilo para aproveitar a oportunidade (pode ser o seu dia)!

“Fim.”

You’ll Never Walk Alone!

Um comentário em “Jogador Profissional de Futebol

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.