Campeão da J-League 2, Richardson fala em melhor fase da carreira

Richardson.jpg
Foto: Arquivo Pessoal | FutPress

Neste último final de semana, a J-League 2, segunda divisão do Campeonato Japonês se encerrou. Com uma rodada de antecedência, o Kashiwa Reysol, que além do técnico Nelsinho Batista, contou com cinco brasileiros no elenco, sagrou-se campeão do torneio. Foi a segunda vez que a equipe conquistou o campeonato.

O meia Richardson, que foi contratado junto ao Ceará, foi um dos principais nomes do time na campanha. Atuou em 35 dos 42 jogos e contribuiu com um gol marcado.

– Creio que seja uma das melhores fases da minha carreira sim. Fiz um 2018 muito bom e consegui manter o nível nessa temporada, agora vou seguir trabalhando pra ter um 2020 ainda melhor. – disse.

Para o atleta, o entrosamento com os demais brasileiros foi um diferencial, tanto na adaptação fora de campo, quanto dentro. Além de Richardson, Matheus Sávio, Cristiano da Silva, Júnior Santos e Gabriel, ex-Sport e Flamengo, são os outros ‘brazucas’ no elenco.

– Ter brasileiros no elenco ajuda sim, a gente se entendeu muito bem dentro de campo, além de ter uma ótima relação fora também. Mas não só os brasileiros, todos aqui do time são ótimas pessoas que me acolheram muito bem. – confessou, antes de falar sobre a próxima temporada.

– Ainda não pensei muito no próximo ano, vou seguir trabalhando como sempre fiz para seguir atuando em um bom nível. – finalizou.

Fonte: FutPress

Uma goleada de informação – Trivela na Rede

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.